Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Última Paragem

O blog do bicho do mato

O blog do bicho do mato

Última Paragem

22
Jun24

Daniela

Maria J. Lourinho

Foto.jpg

Daniela Martins, mãe das gémeas, mente muito, e mente mal.

Contudo, não merecia o que lhe fizemos na AR.

Ela só foi Mãe, e eu lembrei-me da PIDE outra vez.

Haverá muitos infractores da lei, mas não ela.

Espectáculo grotesco e desumano, ontem, de origem "chegana" mas apoiado por outros.

Triste, de novo.

A foto é minha mas pode levar, como habitualmente.

A flor é para a Daniela

14
Dez23

Exorcismos

Maria J. Lourinho

Ninguém sabe, ninguém viu, ninguém se lembra, ninguém acha possível, ninguém contactou ou foi contactado.

Solta-se-me um "oh diabo!!!" e reforço a convicção de que andam à solta diabinhos maliciosos entre Belém, São Bento e Santa Maria.  

Não precisamos para nada das anunciadas investigações normais. Precisamos de investigações para- normais.  Precisamos dum exorcista para lidar com estes diabinhos.  Como devemos consumir português, pode ser mesmo o bruxo de Fafe.

Este disse ao Goucha que começou a ver pessoas com várias cabeças. Ora, este é um caso que também parece ter várias cabeças.

Com um bruxo assim à medida, em breve saberíamos tudo, tudinho.

Vão por mim.

05
Dez23

A barriga do Chega

Maria J. Lourinho

A barriga do Chega está gorda e recheada de políticos. Políticos de primeira ou segunda linha, culpados, inocentes ou híbridos, julgados ou por julgar, acusados na praça pública via fugas de informação do MP, para sempre abatidos.

Assim se enche o bandulho do Chega, fazendo crer aos portugueses que é tudo uma corja. E uns ladrões.

Observo, impotente, este trabalhinho.

Faltava o Marcelo, para que se pudesse dizer que nenhuma instituição se salva.

Sou insuspeita de simpatias para com Marcelo, mas acredito que ele não cometeu nenhuma ilegalidade. Apenas uma amoralidade, que julgou inofensiva mas que, com ela, alcançaria o fim pretendido - tratar as gémeas.

Se assim não fosse, o presidente, ao receber um email do filho com o conteúdo divulgado, não encaminhava para lado nenhum, nem podia dar-lhe o caminho normal dado a qualquer cidadão anónimo;  pegava simplesmente no telefone e explicava ao seu rebento algumas coisinhas sobre o estado de direito (ao dr. Nuno).

Seguindo o caminho normal dos emails, mesmo não abrindo a boca, Marcelo sabia que todos perceberiam o interesse, não digo dele, mas da sua família. E o país da cunha não o desiludiu.

O país mudou, não soprta mais estes arranjinhos, mas os políticos tradicionais tardam em perceber isso.

E o Chega engorda.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub